quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Entre a cruz e a espada


Em tempo de crise, ostentar com festejos é burrice de político descomprometido com uma boa gestão. 

 É sabido de todos que uma crise crescente está impactado os governos: federal, estaduais e municipais. Um gigante impacto financeiro nas contas públicas de ambas esferas, que geram cortes nas políticas públicas em curso.

E com essa nova variável em jogo (crise) os municípios os que ficam com a parcela menor da fatia da arrecadação, sofrem com a diminuição dos repasses, sendo eles os responsáveis pela execução da grande parte dos serviços públicos.

O dilema a gora é: realizar festejos comemorativos, como Natal e festas de emancipação política ou manter em dia as tarefas de casa, como pagamento da folha e de fornecedores.

Eu ficaria com a segunda opção. Crendo eu que é mais primordial o pagamento da folha e dos fornecedores e com isso manteria o município com a saúde financeira equilibrada. Até por que a crise ainda está longe de terminar.

http://www.vntonline.com.br/search/label/ovarzeano?max-results=7

Adriano de Alexandria Editor